Anterior
Próximo

Homem que abusou de cadáveres em necrotério é condenado a prisão perpétua

Facebook
Twitter
LinkedIn

Homem aproveitou emprego como eletricista para cometer os crimes

Um eletricista, que trabalhava num hospital, e que confessou ter abusado sexualmente de corpos que estavam no necrotério, foi condenado a uma pena de prisão perpétua.

David Fuller, de 67 anos, foi detido por ser suspeito de ter aproveitado o seu emprego como eletricista em um hospital, em Kent, no Reino Unido, para abusar sexualmente de dezenas de corpos.

O homem, que é também culpado de dois homicídios, foi acusado de 51 outras infrações, 44 delas relacionadas com os crimes cometidos em necrotérios.

Acredita-se que o homem tenha abusado de 101 corpos, dos quais 82 foram identificados. As vítimas tinham idades entre os 9 e os 100 anos e os crimes foram cometidos entre 2008 e 2020.

Fonte: Mundo ao minuto

Notícias Recentes