Anterior
Próximo

Professora é morta a tiros e autor dos disparos é assassinado

Facebook
Twitter
LinkedIn

Ex-marido da vítima é suspeito de ser mandante do feminicídio em Piraquara (PR). Áudios revelam ameaças de morte

Apolícia do Paraná investiga uma sequência de crimes que está intrigando os agentes na cidade de Piraquara. Uma professora foi morta a tiros e o autor do crime foi assassinado. O homem suspeito de ser o mandante do feminicídio é o ex-marido da vítima.

Fernanda Stefanes de Quadros, de 34 anos, foi morta por Cássio Soares Ribeiro, de 22. O jovem teria sido contratado pelo marido da mulher, identificado como Maicon, que não aceitava o fim do relacionamento. Após o feminicídio, Cássio foi executado e a polícia crê em queima de arquivo.

O corpo do rapaz foi encontrado por um morador de Colombo, cidade vizinha de Piraquara, na região metropolitana de Curitiba (PR). O autor do disparo estava com um hematoma no crânio, com múltiplas fraturas. Ciumento e possessivo, o ex não teria gostado de saber que a vítima foi à praia com outro homem. Cássio tinha ficha criminal extensa e tinha cinco mandados de prisão em aberto.

Segundo o delegado responsável pelo caso, o suposto mandante do crime teria fugido do Paraná em direção à fronteira e teria utilizado uma carteira de habilitação falsa.

Em áudios, o ex-marido ameaçou a mulher, falando sobre ela ter ido à praia. “Eu prefiro apodrecer na cadeia, mas você não vai ficar com ninguém”, disse o suspeito. Maicon também debochou se a mulher quisesse pedir “proteção” e que se fosse preciso, daria um tiro na cara da ex. O suposto mandante do feminicídio já foi preso por tráfico.

Fonte: Primeiro Impacto

Notícias Recentes