Anterior
Próximo

Vasco joga muito mal, mas vence a Ferroviária e avança à segunda fase da Copa do Brasil

Facebook
Twitter
LinkedIn

Cruz-Maltino foi amplamente dominado pelo time de Araraquara e vai enfrentar a Juazeirense (BA) na próxima etapa da competição.

O Vasco jogou mal. Muito mal. Mas foi salvo novamente pelo brilho de Nene e Raniel para vencer a Ferroviária e avançar à segunda fase da Copa do Brasil. Foi o centroavante quem marcou no 1 a 0 da noite desta quarta-feira, na Fonte Luminosa, em Araraquara (SP). Só que o jogo foi todo da equipe da casa. Na próxima fase, o time cruz-maltino encara a Juazeirense (BA).

QUEM NÃO FAZ…
Os dez primeiros minutos foram dominados pelo time da casa, mas os dois chutes de Netto foram fracos enquanto o Vasco sofria para atacar. A primeira chance mais clara do Cruz-Maltino foi de Edimar, de cabeça, mas a bola foi para fora, aos 21. Dois minutos depois, a dupla dinâmica do ataque vascaíno apareceu novamente. Nene cruzou com açúcar e afeto para Raniel cabecear de forma inapelável. Placar aberto.

Ainda não é assinante do Cariocão-2022? Acesse www.cariocaoplay.com.br, preencha o cadastro e ganhe 5% de desconto com o cupom especial do LANCE!: GE-JK-FF-ZSW

PRESSÃO AUMENTA
Só que nos três minutos seguintes, o time da casa promoveu uma verdadeira blitz na área de Thiago Rodrigues. Houve até um gol de Tcharlles mal anulado por impedimento. Mais adiante, aos 43, Gegê cobrou falta frontal e, com o desvio, a bola foi para fora com perigo.

CADÊ O VASCO?
Assim como a primeira, a segunda etapa começou com amplo domínio da equipe da casa, que voltou do intervalo com Gleyson, um centroavante a mais. E justamente ele foi protagonista de um lance perigoso aos 12 minutos. Mas o cabeceio não entrou. Aos 18, Orejuela chutou por cima, com perigo. Outra chance nasceu aos 23, com Tcharlles. Finalização rasteira, para fora.

CADÊ O VASCO? II
Substituições aconteciam de parte a parte, mas o Vasco não conseguia mudar o cenário do jogo. A bola e a pressão eram todas da Ferroviária. João Lucas chutou forte, aos 32 minutos, e Thiago Rodrigues fez grande defesa. O goleiro vascaíno ainda precisou trabalhar novamente quando Orejuela chutou forte, de fora da área. O time da casa não conseguiu transformar o domínio em gol, mas a equipe de Zé Ricardo não conseguiu jogar na etapa final.

FICHA TÉCNICA
FERROVIÁRIA (SP) 0 X 1 VASCO

Data e hora: 2/3/2022, às 21h30
Local: Fonte Luminosa, em Araraquara (SP)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Assistentes: Jorge Eduardo Bernardi (RS) e Jose Eduardo Calza (RS)
Público pagante: 2.673 pessoas
Público presente: –
Renda: R$ 52.085,00

Cartões Amarelos: Guilherme Nunes, Vidal (AFE); Anderson Conceição, Edimar e Gabriel Pec (VAS)
Cartões Vermelhos: Não houve

Gols: Raniel (23’/1ºT 0-1)

FERROVIÁRIA (SP)
Saulo, Bernardo (Vidal, 34’/2ºT), Bruno Leonardo, Didi e João Lucas; Guilherme Nunes, Thomaz e Murilo Rangel (Gleyson, Intervalo); Gegê (Orejuela, 17’/2ºT), Tcharlles e Netto (Julio Vítor, 17’/2ºT) – Técnico: Elano Blumer.

VASCO
Thiago Rodrigues, Weverton, Quintero (Ulisses, 38’/2ºT), Anderson Conceição e Edimar; Zé Gabriel e Matheus Barbosa (Luiz Henrique, 30’/2ºT); Juninho (Andrey, 25’/2ºT), Nene e Gabriel Pec; Raniel (Getúlio, 25’/2ºT) – Técnico: Zé Ricardo.

Fonte: Lance

Notícias Recentes